Quem sou euLions Clube de Itapetininga O LIONS CLUBE DE ITAPETININGA foi fundado em 05.06.1956, por

Minha foto

LIONS é representado por mais de 1.35 milhão de  associados unidos em mais de 46.000 clubes em 208 países.
Os Leões, como são chamados, atendem às necessidades de nossas comunidades locais e em todo o mundo.
 Todos nós acreditamos no mesmo ideal: a comunidade é o que fazemos dela.

Quando entra para o Lions, você participa de uma rede de serviços global. Então, ao mesmo tempo em que está realizando serviços comunitários locais, você pode também contribuir com os esforços voluntários do Lions ao redor do mundo.

* Projeto " A Educação e o Meio Ambiente"


"Caminhos para uma Educação Transformadora
A Educação e o Meio Ambiente"













Coordenador do Projeto: Wilson José Matiazzo
Lions Clube Itapetininga

Itapetininga- SP  -  Gestão 2011/2012
Nunca duvide que um grupo de cidadãos comprometidos e preocupados possa mudar o mundo. Na verdade, esta é a única forma de mudanças que pode dar certo.
Margaret Mead.

SUMÁRIO
SUMÁRIO EXECUTIVO...........................................................................................................   1
INTRODUÇÃO.......................................................................................................................... 3
OBJETIVOS..............................................................................................................................  6
DESENVOLVIMENTO...............................................................................................................  7
AÇÕES....................................................................................................................................    8
RECURSOS.............................................................................................................................     9
CRONOGRAMA.....................................................................................................................    10
PARCEIROS...........................................................................................................................     13
RESULTADOS ESPERADOS....................................................................................................     14
AVALIAÇÃO.........................................................................................................................      15
REFERÊNCIAS  BIBLIOGRÁFICAS..........................................................................................      16

SUMÁRIO EXECUTIVO

O PROJETO “Caminhos para uma Educação Transformadora – Educação e Meio Ambiente” foi concebido  pelo Lions Clube de Itapetininga –SP, com o objetivo de proporcionar uma reflexão sobre os aspectos ambientais que instigam a atualidade: mudança no clima da Terra e suas conseqüências para a qualidade de vida dos Homens.
Pautou-se na busca de Educação Ambiental junto à Escolas da Rede Estadual de Ensino, com foco nos temas: água – reconhecimento do capital natural – em Itapetininga; recomposição de mata ciliar e adoção de cabeceira de uma nascente; coleta seletiva do lixo e sustentabilidade; plantio de árvores na zona urbana, identificação e adequação das espécies na área urbana.
Para a execução do Projeto propõem parcerias com importantes segmentos da sociedade e, estabelece o maior laço com a EMA – Associação de Recuperação Florestal, em Itapetininga –SP.
Todos os companheiros do Lions Clube Itapetininga participarão como agentes no processo de execução do Projeto.
Estima-se um período de um ano para execução da presente proposta.
                                 

                                                                     -1-                                              
“ A verdadeira tarefa de  um líder é juntar pessoas que queiram se comprometer com um Sonho e criar esse Sonho.
   Portanto, ser uma organização líder é ter a capacidade de transformar o mundo num “grupo formidável” de cujo Sonho todos queiram participar, aceitando se comprometer com a criação de uma vida melhor e mais digna para todos.
O Lions pode ser a inspiração para que cada pessoa e cada entidade deste nosso Mundo  trabalhe, em sua área, mais com compromisso do que com submissão, mais concentrado em serviços do que em números.’
                                                     -2-
INTRODUÇÃO
        A temática ambiental encontra-se cada vez mais na sociedade, nos discursos sobre políticas educacionais e nos diversos debates na mídia e no cotidiano.
        Há cada evento na natureza, como grandes tempestades, maremotos, tsunamis, o debate aparece enfatizando o seu componente catastrófico.
       A notícia passa pelo olhar crítico, mas, nunca abarca a totalidade do real e  ficam as possibilidades de interpretação dos fatos, concordando com o educador Paulo Freire.
      Nesse sentido, conforme propõe, Lourenço (2006) para a tradição crítica não cabe;” discutir conservação sem considerar os processos sociais que levaram ao atual quadro de esgotamento e extinção nas questões da natureza.”
     Afirma-se a necessidade de refletir sobre mudanças de comportamentos, mas pensando como cada indivíduo vive seu contexto e suas possibilidades concretas de fazer escolhas; de defender uma forma de pensar a natureza.
                Há necessidade de pensar o diagnóstico da nossa realidade local, invadindo seus aspectos sociais culturais, naturais, históricos, dentre outros.
                Em Itapetininga, o tema meio ambiente, permeia os discursos coloquiais ou formais. No entanto, a coleta seletiva do lixo, ainda não é uma realidade nas relações urbanas ou rurais. Alguns recortes pontuais, levam às ações de Cooperativas que pretendem transformar o lixo do Município em objeto de sustentabilidade às pessoas carentes que lidam com o projeto. Assim, poderão estabelecer um início de educação, para os cuidados com o meio ambiente e, com a sustentabilidade daqueles que podem transformar o lixo num processo de acesso à cidadania.
                                                                                            -3-
                Todos os aspectos apontados levam à necessidade de uma educação ambiental, metodologicamente tratada como tema transversal no itinerário curricular das Escolas de Ensino Fundamental e Médio.
                O Lions Clube de Itapetininga preocupado com:
 a qualidade de vida das pessoas, principalmente no Município, de Itapetininga;
 a transformação que está ocorrendo na natureza, frente aos novos fenômenos de transformação climática do Planeta;
 a conscientização da população quanto aos problemas que envolvem o meio ambiente,como o lixo, a água, as matas ciliares, as florestas, a arborização urbana e o reconhecimento da identidade de espécies apropriadas para o plantio na área urbana do Município;
 Propõe o presente Projeto, onde a ação possa pontuar aspectos factíveis na área da educação ambiental, em Itapetininga, sob a gestão do Lions Clube de Itapetininga, de mãos dadas com parceiros, que levarão Escolas da Redes Estadual de Ensino a uma  reflexão- ação- reflexão sobre o cenário ambiental do Município.
                Trata-se de um Projeto com foco nas ações que possam envolver crianças, adolescentes, professores, funcionários e pais de uma Escola Piloto, que possam atuar como futuros multiplicadores de educação ambiental na sua comunidade.
                    A reflexão aponta, também, para a necessidade de adotar uma nascente que necessite ter a sua vegetação de cabeceira, recomposta.
                   Dessa forma pretende-se abranger os itens abaixo:
1-coleta seletiva de lixo
-sustentabilidade 
-impactos sociais
2-Desmatamento e qualidade do ar e reconstituição de mata ciliar.
-A importância de reconstrução de matas ciliares nas cabeceiras das nascentes.
-Reconhecimento do capital natural de Itapetininga e seu entorno. Assim, pretende-se que a Educação Ambiental, nos aspectos apontados, possa levar a comunidade a iniciar uma reflexão quanto aos processos que envolvem a educação ambienta buscar compreender os problemas reais que atingem as pessoas, às outras pessoas e o ambiente.
                                                        -4-
                     Poderá significar o que dizia o Educador Paulo Freire,” que devemos assumir a natureza ética da prática educativa, enquanto prática especificamente humana. “(Freire, 1996).
                       Paulo Freire foi um dos principais precursores da teoria crítica na Educação. Em um dos seus textos ele diz: “Não é possível refazer esse País, democratizá-lo, humanizá-lo, torná-lo sério com adolescentes brincando de matar gente, ofendendo a vida, destruindo o sonho, inviabilizando o amor. Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda. Se a nossa opção é progressista, se estamos a favor da vida e não da morte, da equidade e não da justiça, do direito e não do arbítrio, da convivência com o diferente e não da sua negação,não temos outro caminho senão viver plenamente nossa opção. Encarná-la, diminuindo assim a distância entre o que dizemos e o que fazemos.”
Falar em ética, nesse sentido é falar de compromisso com a vida com o estudo e a ação para a superação dos problemas. E falar é dar vez, também, à esperança, o sonho e a utopia que habitam dentro de nós, por um mundo e uma sociedade mais justa, solidária, pacífica e sustentável.

                                                         -5-
OBJETIVOS:
Objetivo Geral:
                   Levar a Comunidade a compreender a importância da educação ambiental para a sobrevivência da humanidade.
Objetivos específicos:
Levar uma Comunidade Piloto a compreender a importância da coleta seletiva de lixo, da preservação dos mananciais, dos cuidados com a arborização urbana, quanto às espécies plantadas na cidade.
Levar os atores envolvidos à compreensão do conceito de sustentabilidade.
Levar aos alunos das Escolas parceiras a multiplicar os conhecimentos  adquiridos.
Levar a Comunidade parceira a compreender a importância da mata ciliar nas cabeceiras de uma nascente.
Levar a Comunidade envolvida a conhecer o capital natural de Itapetininga e seu entorno.
 Mudar comportamentos através da Educação ambiental.
                                                                 -6-
DESENVOLVIMENTO
               O presente Projeto pretende desenvolver a conscientização da população recortada através de uma metodologia que permita a participação efetiva de alunos, professores, funcionários, pais, amigos e todos os companheiros do Lions Clube de Itapetininga.
                  Parceiros serão necessários para viabilização de recursos para implantação do projeto.
Coerente com a proposta de  trabalhar a temática ambiental de forma interdisciplinar, o Estudo do meio se constituirá numa das mais importantes metodologias.
                     A incorporação da arte como forma de conhecimento e participação, poderá  interagir com as mais diversas formas de exposição como: teatro, desenho, música, pintura, escultura, poesia, vídeo, fotografia.
                   A coleta seletiva do lixo far-se-á inicialmente na Escola, depois nas famílias, e, o produto encaminhado, doado ou vendido dentro dos conceitos de sustentabilidade.
                   Propõe-se a realização de palestras à população e a Comunidade por profissionais de notável saber.
                   A construção de uma horta orgânica levará a conceitos importantes para a sobrevivência do homem e a sua relação com o meio.
                Com a adoção de uma cabeceira de nascente, a sua recuperação quanto à mata ciliar, através do plantio de mudas nativas, os princípios de preservação dos mananciais ficarão impressos através da educação ambiental prática e sustentável.
                            Assim, concordamos com Bornheim (1993), “que longe de se pretender independência busca construir formas de dependência... em relação ao outro, à coletividade, a uma nova ordem social, a novos padrões de criatividade, à natureza – a tudo aquilo que constitui ou deve constituir o mundo humano na sua constante faina de transformação.”

O desenvolvimento da presente proposta está previsto para um ano.

                                                             -7-
AÇÕES:

1-Buscar uma Escola Piloto da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo que aceite o Desafio da discutir ações e conceitos da educação ambiental com seus alunos, com pais e outros atores envolvidos no cenário escolar.
2-Estabelecer uma relação de parceria entre o Lions Clube de Itapetininga e a Escola envolvida.
3-Promover palestras de sensibilização do Corpo Docente e equipe gestora da Escola.
4-Apresentar a proposta aos alunos e aos pais.
5-Promover ações que levem a reflexão sobre a importância da coleta seletiva do lixo e o seu encaminhamento.
6-Motivar os alunos para multiplicar junto às suas famílias, a prática da separação do lixo produzido pela família.
7-Motivar a construção de um espaço para a produção de composto orgânico nas comunidades.
8-Motivar a Escola a produzir uma pequena horta com o composto orgânico.
9-Motivar para encaminhamento, a venda do lixo reciclável.
10-Realizar uma exposição de arte com objetos feitos com produtos recicláveis.
11- Adotar uma nascente para recomposição da mata ciliar.
12-Envolver a Comunidade da Escola parceira na condução do  processo.
13-Realizar um seminário onde os envolvidos possam demonstrar resultados obtidos, na Sede do Lions Clube de Itapetininga.
                                                               -8-
RECURSOS:


MATERIAIS:
Ferramentas para construção de uma pequena horta
 Tambores para separação do lixo
Sementes, mudas de hortaliças
Mudas de árvores da mata nativa
Papel para folders
Cartazes
Cartilha – educação ambiental
CDs

HUMANOS:
Profissionais para realização de palestras
Profissionais para acompanhamento das ações práticas de construção de horta, separação de lixo.

FINANCEIROS:
Duzentos e cinqüenta reais mensais.





                                                             -9-
CRONOGRAMA: 
Junho/11 – apresentação do projeto aos parceiros

                    Sensibilização dos companheiros do Lions

                     Assinatura do Convênio entre o Lions e EMA – Associação de Reposição Florestal de Itapetininga -SP

                    Sensibilização da primeira Escola parceira
                       Palestra – Explanação do projeto para a Comunidade Escolar da Escola envolvida,incluindo Pais dos alunos


Agosto/11 – início das ações de orientação:
                    Coleta seletiva do lixo
                   Conceito de sustentabilidade
                   Palestras

Setembro/11 – plantio das árvores na nascente adotada
                     Reflexão – água – capital natural
                     Palestras

Outubro/11  - evento no Lions Clube para alunos
                     Concurso de poemas – sobre temas propostos no Projeto

                                                            -10-
 Novembro/11 –
                      Palestra técnica: plantas adequadas para a área urbana
                      Reconhecimento e identificação das árvores plantadas na área urbana de Itapetininga.

Dezembro/11 -       

                   Primeira socialização dos resultados alcançados pelo projeto:
                 Exposição no Lions de enfeites de Natal elaborados a partir de material reciclável.

 Fevereiro/12
                Palestra: como e porquê realizar uma horta
                 Início de uma pequena horta orgânica na Escola

 Março/12 –
               Palestra – conceito de horta orgânica e impacto nutricional
              Visita de um grupo de alunos à nascente adotada

  Abril /12
           Palestra – O capital natural – água – como preservar?
             Continuação do projeto da horta

                                                              -11-
 Maio/12
             Palestra -  Nascentes...como garantir a sua preservação?

  Junho/12
           Seminário – Resultados alcançados
                                 Exposição


                                                             -12-
PARCEIROS ENVOLVIDOS:
EMA – Associação de Reposição Florestal de Itapetininga -SP
Conselho Municipal do Meio Ambiente
Escola Estadual
Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente
Empresa 3M
Ordem dos Advogados do Brasil – Itapetininga
Jornal – Folha de Itapetininga

                                                           -13-
RESULTADOS ESPERADOS:
-Que a Comunidade envolvida possa ao final de um ano:
-integrar o conceito teórico da educação ambiental com o conceito prático na prática.
-que a percepção do ambiente torne-se uma conquista nas questões sociais de preservação ambiental, na Comunidade apontada.
-que a Comunidade compreenda a importância da Educação Ambiental como ferramenta para a melhor qualidade de vida e sustentabilidade.
                                                                                -14-
 AVALIAÇÂO:
O presente Projeto será avaliado durante o seu desenvolvimento, continuamente e seus registros estarão organizados na metodologia de  portifólio.
A socialização dos resultados acontecerá no seminário final, acompanhado da exposição dos trabalhos dos alunos.

                                                                       -15-
 Referências Bibliográficas: 

_ Bornheim, G.A. _ Reflexões sobre o Meio Ambiente. In: Ecologia _ a qualidade de vida. São Paulo – SESC, 1993
_Freire, P.Pedagogia da Indignação: cartas pedagógicas e outros escritos. São Paulo: Editora Unesp, 2000.
_Reigota, M.. A floresta e a escola: por uma educação ambiental pós moderna. São Paulo: Cortez, 1999. 
Rodrigues, Áureo, 1926 –
Leão Sabido:perguntas e respostas sobre Leonismo/Áureo Rodrigues -36 edição –Santos-SP:A.Rodrigues,2008
304p:11X18 cm

                                                         -16-
***********************************************************************
CONVÊNIO QUE CELEBRAM O LIONS CLUBE DE ITAPETININGA E A EMA ASSOCIAÇÃO DE REPOSIÇÃO FLORESTAL, OBJETIVANDO AÇÕES CONJUNTAS OU COMPARTILHADAS CONTEMPLANDO A EDUCAÇÃO AMBIENTAL NECESSÁRIA AO PLENO DESENVOLVIMENTO DA REPOSIÇÃO FLORESTAL.


O LIONS CLUBE DE ITAPETININGA, pessoa jurídica, estabelecida em Itapetininga, Estado de São Paulo, à Rua Pedro Voss, 30, inscrito no CNPJ MF sob o nº. 49.706.807/0001-33, neste ato representada pelo seu Presidente José Benedito Brisola, RG 13.207.455-2 SSP SP e CPF 295.492.138-20, doravante designado LIONS e a EMA ASSOCIAÇÃO DE REPOSIÇÃO FLORESTAL, estabelecida em Itapetininga, Estado de São Paulo, à Rua Venâncio Ayres, 556, conjunto A, inscrita no CNPJ MF sob o nº. 60.117.637/0001-94, neste ato representada pelo seu Diretor Eloi Aloisio Beckenkamp, RG 6.357.189 SSP SP e CPF 220.766.629-87, que passa a ser denominada EMA, observadas as disposições legais, celebram o presente convênio, mediante as cláusulas e condições seguintes.


CLÁUSULA PRIMEIRA

Do objeto

Constitui objeto do presente convênio a implementação de ações conjuntas ou compartilhadas entre o LIONS e a EMA convergindo esforços para a consecução efetiva da educação ambiental necessária ao pleno desenvolvimento da reposição florestal, conforme previsto na Lei Estadual nº. 10.780, de 09/03/2001, Decreto Estadual nº. 52.762, de 28/02/2008, Resolução SMA 82, de 28/11/2008, Portaria DEPRN nº. 03, de 18/01/2006 e Portaria CBRN 1, de 03/01/2011, que dispõe sobre o cumprimento da obrigatoriedade de reposição florestal no Estado de São Paulo.


CLÁUSULA SEGUNDA

Das obrigações do LIONS

O LIONS indicará quais os estabelecimentos, entidades, unidades educacionais, em que será levado a efeito o programa de educação ambiental, incluindo os profissionais que farão apresentação alusiva aos tópicos e datas especiais, objetivando o satisfatório andamento do objeto preconizado neste convênio.


CLÁUSULA TERCEIRA

Das obrigações da EMA

A EMA levará a efeito o aporte financeiro para cobrir os custos com mudas de árvores, insumos, irrigação, tutoramento, grades de proteção, orientação técnica e material de divulgação.


CLÁUSULA QUARTA

Da vigência

O prazo de vigência do presente convênio será de 01 (um) ano, contado a partir da data de sua assinatura, podendo ser prorrogado, sucessivamente, por iguais períodos.


CLÁUSULA QUINTA

Dos recursos e responsabilidades financeiras

O presente convênio não envolverá transferências de recursos finenceiros entre os partícipes.


CLÁUSULA SEXTA

Do acompanhamento dos trabalhos

O LIONS e a EMA indicarão, por troca de correspondência, seus representantes encarregados da execução do presente convênio.
Os representantes dos partícipes deverão promover avaliações periódicas relativas ao cumprimento desta avença, propondo os aprimoramentos que se fizerem necessários.


CLÁUSULA SÉTIMA

Da denúncia e rescisão

O presente convênio poderá ser denunciado por qualquer dos partícipes, mediante comunicação formal, com prazo de antecedência mínima de 60 (sessenta) dias, bem como poderá ser rescindido por descumprimento de qualquer de suas cláusulas.


CLÁUSULA OITAVA

Do Foro

Fica eleito o foro da Comarca de Itapetininga, Estado de São Paulo para dirimir as questões decorrentes do convênio, que não puderem ser resolvidas de comum acordo pelos partícipes.


E, por estarem de acordo, assinam o presente em 02 (duas) vias de igual teor e forma, com as testemunhas abaixo qualificadas.

Itapetininga, SP, 06 Junho, 2011


LIONS CLUBE DE ITAPETININGA
José Benedito Brisola
Presidente


EMA ASSOCIAÇÃO DE REPOSIÇÃO FLORESTAL
Eloi Aloisio Beckenkamp
Diretor

TESTEMUNHAS:

1 – Décio Hungria Lobo
      RG 8.784.338 SSP SP
      CPF 796.000.348-34

2 – Wilson José Matiazzo
      RG 9.868.599 SSP SP
      CPF 836.204.008-49


 ********************************************************************************

    CL Wilson Matiazzo - CL Elezier Lazaro Camargo

   CL Luiz Augusto Gonçalves Barbosa - COMALC
         Alunos, pais e professores E.E. Professora
                 Corina Caçapava Barth

         Apresentação do Projeto na Escola

       CL Eleziér - CL Wilson

             CCaLL - DDMM
        CaL Elza Francisco e alunos
      Leões e Dirigentes da Escola Corina C.Barth
**********************************************************************

A EDUCAÇÃO E O MEIO AMBIENTE

Em 30 de junho de 2011, às 10h00, na sede da Escola Estadual Professora Corina Caçapava Barth, foi realizada a votação do desenho que será o “Mascote” do Projeto “Caminhos para uma Educação Transformadora - A Educação e o Meio Ambiente”  que está sendo realizado pelo LIONS CLUBE DE ITAPETININGA.
Foi desenvolvido pela Escola um concurso de desenho para eleger o Mascote do projeto. A avaliação e votação do melhor desenho realizada nesta data, contou com a participação do Diretor da Escola Sr. José Anélio Nunes Bassoi, além dos coordenadores, professores; diretor da EMA – Associação de Reposição Florestal - o Sr. Eloi Aloisio Bechenkamp e pelos Leões presentes: CL Wilson José Matiazzo, CaL Benedita Rosely Salem Cerqueira, CL Clóvis Soares, CaL Cleusa Aparecida de Cassia Lima Bueno, CaL Maria José Soares Larotonda, CL Newton Albuquerque.

O desenho mais votado para ser o “Mascote” do projeto “A Educação e o Meio Ambiente” foi confeccionado pelo aluno LUCAS VILLES DOMINGUES – 8ª série D.
O desenho classificado em segundo lugar foi elaborado pela aluna TAMIRES STANAGEL DE BARROS – 7ª série D.
Este desenho será utilizado para confecção da capa do livro sobre o Meio Ambiente,  a ser lançado em parceria com a EMA, com orientações sobre a proteção do nosso Planeta e em cujas páginas conterá diversos desenhos elaborados pelos alunos. 
Alunos da E.E. Profª Corina Caçapava Barth

Associados do Lions Clube de Itapetininga, Equipe da E.E. Profª Corina
Caçapava Barth, Diretor da EMA


CL Newton Albuquerque e CL Clóvis Soares


CL Wilson Matiazzo e CaL Rose Salem Cerqueira

Alunos Lucas e Tamires


Aluna Tamires Stanagel Barros 7ª D
Desenho classificado em 2ª lugar


Aluno Lucas Villes Domingues 8ª D
Desenho classificado em 1º lugar