Quem sou euLions Clube de Itapetininga O LIONS CLUBE DE ITAPETININGA foi fundado em 05.06.1956, por

Minha foto

LIONS é representado por mais de 1.35 milhão de  associados unidos em mais de 46.000 clubes em 208 países.
Os Leões, como são chamados, atendem às necessidades de nossas comunidades locais e em todo o mundo.
 Todos nós acreditamos no mesmo ideal: a comunidade é o que fazemos dela.

Quando entra para o Lions, você participa de uma rede de serviços global. Então, ao mesmo tempo em que está realizando serviços comunitários locais, você pode também contribuir com os esforços voluntários do Lions ao redor do mundo.

1 de set de 2014

MÊS DAS DOMADORAS

 

A Domadora no Universo Leonístico.

 

Para saber-se o porquê das homenagens às Domadoras no mês de setembro, é necessário perquirir-se como teria surgido no Universo leonístico nacional esse nobilitante titulo.

Ocorre que, em sendo Lions Clube de formação americana, em que a mulher tem vida independente à do seu marido, ninguém se lembrava de estatutariamente dar condições à mulher do Leão.

Permitam-me, pois, trazer a este encontro de Lideres, e recordar com vocês uma curiosidade leonistica que de certo todos conhecem; nada impede, contudo, trazer-lhes um novo conceito do que seja a Domadora no Universo Leonístico.

Para inicio, devo afirmar-lhes que não se trata de Instrução Leonisticas, não, absolutamente não. Apenas, uma saudação em homenagem as Domadoras no mês de setembro.

O termo Domadora é genuinamente nacional. É a mulher do Leão, e como tal já inserido em alguns dicionários. Sua origem deveu-se ao fato de que, presente algumas senhoras nas Convenções e em outros eventos leonisticos, os oradores, por gentileza, deveriam saudá-las.

Como seria o tratamento a lhes ser deferido?

Em 1954, na Convenção de Salvador, Bahia, o tratamento cerimonioso adotado foi de Senhoras Leonisticas, para depois Damas Leoas. Esta ultima designação, por incrível que pareça, fora aprovada como tratamento oficial até a Convenção de 1956, na cidade de Recife. Pernambuco, onde surgiu o malsinado tratamento de Leoas.

Senhoras Leoas... Este termo, não foi bem aceito por alguns Convencionais, e as Senhoras presente também o repudiaram. Mesmo assim, foi aprovado com a Resolução n°08 daquela Convenção, após vários debates, em que não estavam presentes as esposas dos Convencionais, e, diga-se de passagem, eram as mais interessadas.

Finalmente, dado o mal-estar das Senhoras Leoas e de alguns Companheiros Leões, foi aprovada na Convenção de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, em maio de 1961, a Moção do Lions Clube de São Paulo Indianópolis, com aditivo do Lions Clube de Campos, estabelecendo que o mês de setembro seria o Mês da Domadora, devendo os Clubes homenagear nessa época essas grandes colaboradoras do Leonismo Nacional. 

Alguns Convencionais  se manifestaram no sentido de que jamais seriam “domados” por suas mulheres, chegando a pedir demissão de seus Clubes. No entanto, o termo carinhoso perdura até hoje.

Mas não é só. Aproveito a oportunidade para lhes perguntar se também no mês de setembro deve-se homenagear as mulheres no Lions, não Domadoras?

Responde a essa indagação a Resolução de n° 87 do Conselho Nacional de Governadores, Ano Leonístico 97/98, com o fundamento de que a mulher sócia de um Lions Clube exerce funções executivas, como Governadora de Distrito, Membro Deliberativo, Consultiva, Assessora Nacional e Presidente de Clubes. entendeu designar setembro como sendo o mês da Domadora e da Mulher no Leonismo. Tendo sido revogada pela resolução n° 107/98, do CNG, setembro tornou-se exclusivamente o Mês da Domadora. 

Recorde-se que a mulher do Leão ao ingressar no Lions Como Companheira, não perde o nobilitante titulo de Domadora.

Domadora é, pois, a denominação oficial no Brasil.

Há um Ex-Governador, que por um erro de pronuncia, dá-lhes o tratamento de Dominadoras... os demais países adotam tratamentos diferenciados às esposas dos sócios do Clubes. Nossa proposta é informar-lhes o quer há no Universo Leonístico em relação a este tratamento e como os Leões se comportam em relação às esposas.

Iniciemos pela Dinamarca. As senhoras dos Leões frequentam as Assembleias festivas, mas não participam da Solenidade de Posse dos Leões.

Na Finlândia as senhoras são convidadas para participar de algumas poucas Reuniões Especiais.

Na Austrália, as senhoras não são convidadas por seus Leões à Mesa Principal.

No Japão e na China, as mulheres se igualam aos Leões e são madrinhas das novas Domadoras. Agora, com o advento da Mulher Sócia de Lions Clube, esses dois países congregam em seus quadros sociais um numero razoável de Companheiras em Lions.

Na Suíça, as senhoras vão às reuniões, mas não tomam parte em quaisquer atividades do Clube e nem fazem uso da palavra.

No Egito, elas não usam distintivo de Lions.

Na Grécia, as mulheres são proibidas de fazer campanhas.

Na Índia, não participam da parte social dos clubes.

Quando o LC-5, Governadoria 89/90, teve a oportunidade de recepcionar o 2º Vice-Presidente Internacional Meth em visita oficial ocorrida em Campinas, todos perceberam o constrangimento da Sra Asha, com a presença das nossas Domadoras naquele Evento Leonístico.

Nos Estados Unidos, as senhoras não tomam parte das atividades dos Leões. Só eles fazem campanhas e promoções no clube.

Conta-se que na Finlândia os Leões estavam preparando a Arvore de Natal e cada um encarregado de uma atividade. Ocorreu que não havia ninguém capacitado para preparar os enfeites da arvore. Um Leão, então, sugeriu ao Presidente que sua mulher bem poderia fazer os enfeites, pois trabalhava numa loja de confecção. A resposta veio de imediato, do Presidente exasperado: “Se sua mulher fizer os enfeites, as demais senhoras vão tomar parte, durante, nas campanhas e promoções do nosso Clube, tomarão o nosso lugar, e nós ficaremos sem ter o que fazer...”

E no Brasil ?

Pasmem todos:

No dia em que as Domadoras fizerem greve, todos os Lions Clube fecharão suas jaulas.

http://www.lionsfranca.org.br/index.php/franca-leonistica/26-domadoras - (2010)

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário